A PAZ DE JESUS.... SEJAM BEM VINDOS......



sábado, 29 de maio de 2010

Significado da Festa de Corpus Christi


Nesta quinta-feira, 03 de junho, a Igreja Católica, em todo o mundo, comemora o dia de Corpus Christi. Nome que vem do latim e significa “Corpo de Cristo”.
A festa de Corpus Christi tem por objetivo celebrar solenemente o mistério da Eucaristia - o Sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo. Acontece sempre em uma quinta-feira, em alusão à Quinta-feira Santa, quando se deu a instituição deste sacramento. Durante a última ceia de Jesus com seus apóstolos, Ele mandou que celebrassem Sua lembrança comendo o pão e bebendo o vinho que se transformariam em seu Corpo e Sangue.
"O que come a minha carne e bebe o meu sangue, tem a vida eterna e, eu o ressuscitarei no último dia. Porque a minha carne é verdadeiramente comida e o meu sangue é verdadeiramente bebida. O que come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. O que come deste pão viverá eternamente" (Jo 6, 55 - 59).
Através da Eucaristia, Jesus nos mostra que está presente ao nosso lado, e se faz alimento para nos dar força para continuar. Jesus nos comunica seu amor e se entrega por nós.


Origem da Celebração
A celebração teve origem em 1243, em Liège, na Bélgica, no século XIII, quando a freira Juliana de Cornion teria tido visões de Cristo demonstrando-lhe desejo de que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque.
Em 1264, o Papa Urbano IV através da Bula Papal "Trasnsiturus de hoc mundo", estendeu a festa para toda a Igreja, pedindo a São Tomás de Aquino que preparasse as leituras e textos litúrgicos que, até hoje, são usados durante a celebração. Compôs o hino “Lauda Sion Salvatorem” (Louva, ó Sião, o Salvador), ainda hoje usado e cantado nas liturgias do dia pelos mais de 400 mil sacerdotes nos cinco continentes.
A procissão com a Hóstia consagrada conduzida em um ostensório é datada de 1274. Foi na época barroca, contudo, que ela se tornou um grande cortejo de ação de graças.

Fonte: http://www.cancaonova.com/

Entrevista com Diácono Natalício


É com grande alegria que recebemos o Diácono Natalício Manoel Pereira para uma entrevista. Diácono Natalício é um minsitro da igreja católica, atua nesta paróquia de Nossa Senhora dos Navegantes, auxiliando o Padre José Osni nas atividades pastorais. Casado há 28 anos com Bernadete Pereira, e pai de Natanael e Letícia. Além de servir no ministério diaconal, ele e sua esposa são membros do movimento de irmãos da capela Nossa Senhora Aparecida em Areias de Baixo.
Grupo de Oração Navegando com Jesus (GONJE): Diácono, qual a data de sua ordenação diaconal?
Diácono Natalício: Minha Ordenação ocorreu no dia 13 de Setembro de 2008.
GONJE: Sabemos que todo ministro ordenado possui um lema, portanto, qual o seu?
Diácono Natalício: Meu lema é inspirado na carta de São Paulo aos Galátas: "Eu vivo, mas já não sou eu, é Cristo que vive em mim." (II Gálatas 2, 20)
GONJE: Parao senhor, o que é ser diácono?
Diácono Natalício: Ser diácono é ter uma vida voltada ao serviço de Deus e ao próximo, é estar a disposição do Reino de Deus.
GONJE: Como se sente exercendo o ministério?
Diácono Natalício: Gosto do que faço porque sei que foi a mim que Deus me confiou esta missão, sinto sua presença muito forte, me sinto muito feliz por este ministério.
GONJE: No próximo dia 03 de Junho a igreja celebra a solenidade de Corpus Christi, o que isto significa para o senhor?
Diácono Natalício: Corpus Christi é a festa do corpo e sangue de Jesus, para mim é momento de celebração da eucaristia. Jesus na última ceia, partiu o pão e deu como comida e abençoou o vinho e deu como bebida, trasnformado seu próprio corpo como alimento para nossa salvação. Deixou em sua memória, por isso nós festejamos.
GONJE: Gostaríamos que o senhor deixasse uma mensagem para nossa comunidade.
Diácono Natalício: Quero dizer que gosto muito de celebrar na comunidade da Fazenda da Armação, e me impressiona muito o empenho das lideranças, na preparação das celebrações, ver jovens atuando na música e me sinto muito a vontade nesta comunidade. Por isso, devem sempre perseverar com o trabalho de evangelização e que possam sempre levar Jesus a todos que estão afastados.
GONJE: Agradecemos o Diácono Natalício, e agradecemos a Deus por sua simplicidade e humildade, que tocam muito nossos corações. Que Deus o abençoe sempre.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

O Espírito Santo é Deus



Muitas pessoas concebem o Espírito Santo como uma “força de Deus”, ou como uma “luz divina”, ou, ainda, como uma “consolação divina” que Deus nos concede, apenas. Embora possamos também considerá-lo como essas realidades todas, é necessário termos em conta que o Espírito Santo não é “uma parte” ou “um aspecto” da ação divina. Ele é Deus!
Mesmo não assumindo a nossa natureza humana como Jesus - que se fez carne, um de nós -, o Espírito Santo é Deus mesmo. Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, um com o Pai e o Filho. Procede do amor entre eles, uma só essência, uma só natureza com Eles. Como Pessoa é livre, tem inteligência e vontade. Tudo vê, tudo conhece, está presente em tudo e em todos. Exerce hoje, em mim - em cada criatura, em todos os filhos de Deus -, a missão de santificador, de consolador. É o Senhor da vida! É aquele que, agindo em nosso interior desde o nosso Batismo, nos leva a conhecer Jesus, a amá-Lo, a seguir Seus ensinamentos. Ele nos revela Jesus - Caminho, Verdade e Vida. Ele nos convence de que somos salvos pelo sangue do Cordeiro sem mancha, Jesus Cristo. Deus sem face. A humildade de Deus. Puro Espírito, que escolheu nosso ser para Seu Templo, Sua morada, habitando nosso frágil espírito humano.
No credo niceno-constantinopolitano, rezamos: “Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado; Ele que falou pelos profetas”. Ao professarmos nossa fé na Pessoa do Divino Espírito Santo, a Igreja nos ensina: “Aquele que o Pai enviou aos nossos corações, o Espírito do seu Filho, é realmente Deus. Consubstancial ao Pai e ao Filho, Ele é inseparável dos dois, tanto na Vida íntima da Trindade como no seu dom de amor pelo mundo. Mas ao adorar a Santíssima Trindade, vivificante, consubstancial e indivisível, a fé da Igreja professa também a distinção das Pessoas. Quando o Pai envia seu Verbo, envia sempre seu Sopro: missão conjunta em que o Filho e o Espírito Santo são distintos, mas inseparáveis. Sem dúvida, é Cristo que aparece, Ele, a imagem visível do Deus invisível; mas é o Espírito Santo que O revela” (Catec; n.689-690).
E diz mais o Catecismo da Igreja Católica n.253: “As pessoas divinas não dividem entre si a única divindade. Mas cada uma delas é Deus por inteiro:” O Pai é aquilo que é o Filho, O Filho á aquilo que é o Pai, O Espírito Santo é aquilo que são o Pai e o Filho, isto é, um só Deus quanto à natureza” (XI Concílio de Toledo, em 675:DS 530).
(BESERRA DOS REIS, Reinaldo. Celebrando Pentecostes: fundamentação e novena. Editora RCC BRASIL. Porto Alegre-RS) Fonte: www.rccbrasil.org.br

Campanha de Pentecostes - Maio/2010






Nossa Coordenadora


Margarida Ocker da Silva
Coordenadora do Grupo de Oração Navegando com Jesus

... Mas por causa da tua palavra, lançarei as redes. (Lucas 5,5)

No próximo dia 28 de junho o grupo de Oração Navegando com Jesus completará 9 anos de missão evangelizadora na comunidade da Fazenda da Armação. Ao longo destes anos, agradecemos a Deus por todos os dons que Ele mesmo, autor desta obra, tem nos proporcionado. Na prosposta do Evangelho de São Lucas, assumimos o propósito de lançarmos as redes, alcançando almas ao Senhor Jesus. Somos um grupo que vive e atua na comunidade. Vivemos em obediência a Deus, a RCC e paróquia local.
Queremos em nossas reuniões levar a palvra de Deus ao coração de cada irmão, clamando ao Espírito Santo que incendeie em cada um de nós o seu Fogo Abrasador.
O grupo de Oração Navegando com Jesus, se reune todas as quintas feiras, às 20:00h, na Capela São Sebastião, na Fazenda da Armação - Governador Celso Ramos/SC.
Convidamos você, querido irmão e irmã, a nos visitar, pois temos a certeza que Deus tem uma benção reservada a você.